10 coisas que apenas pessoas com ansiedade de alta funcionalidade entenderão

Quando pensamos em pessoas ansiosas, normalmente nos vem à cabeça a imagem de uma pessoa nervosa, visivelmente afetada por esta condição. No entanto, algumas pessoas possuem o que chamamos de “ansiedade de alto funcionamento”. Nesses casos, a pessoa aparentemente não possui os sintomas da ansiedade, mas ela está lá, afetando a vida desta pessoa de várias formas distintas, mesmo que nem ela perceba em um primeiro momento.

Confira algumas características que podem indicar que uma pessoa possui a ansiedade de alto funcionamento:

1. Perfeccionismo.

Perfeccionismo
Shutterstock

Muitas pessoas entendem o perfeccionismo como algo positivo, uma característica a ser buscada principalmente em cargos e funções que demandam produtividade e qualidade. No entanto, esta característica pode esconder a ansiedade e a sensação de que você nunca está sendo bom o suficiente naquilo que você faz. Muitas vezes, o perfeccionismo é confundido, por exemplo, com a criação de expectativas irrealistas sobre a nossa própria aparência, desempenho profissional e vários outros fatores.

2. Dificuldade em descansar e relaxar.

Por mais que você sinta que está sendo extremamente produtivo no seu dia a dia, e que não há nada de errado nisso, você simplesmente não consegue desligar sua mente no fim do dia, e relaxar é praticamente impossível. Esses são sinais bastante comuns de que algo não vai bem e que provavelmente você está negligenciando um quadro de ansiedade.

3. Incapacidade de se concentrar completamente em apenas uma atividade.

Pixabay

Muitos podem interpretar isso como uma característica de alta produtividade, proatividade e etc, mas ser incapaz de se concentrar em apenas uma atividade, e estar o tempo todo pensando em outras coisas e diversos outros problemas pode indicar que a sua mente está trabalhando em excesso. Pessoas nesta situação nunca estão completamente relaxadas, já que assim que conseguem concluir uma tarefa, acabam se ocupando com outra.

4. Dores físicas.

Algumas dores que costumamos considerar como “normais” podem significar, na verdade, algum tipo de ansiedade negligenciada. Dores no peito e nas articulações, bem como tensões musculares podem ser sinais de que o corpo está respondendo à ansiedade toda a tensão que ela provoca.

5. A ansiedade também pode se confundir com ambição.

ansiedade
Shutterstock

Ter ambições na vida e buscar sempre crescer é algo normal e positivo. O problema é quando você não consegue olhar para aquilo que você já alcançou e conquistou. Pessoas ansiosas, mesmo que pareçam apenas motivadas a continuar crescendo, na verdade estão sofrendo por acharem que não alcançaram o sucesso que almejam. Trata-se de um ciclo vicioso, já que a cada conquista, passa-se a “mirar” um novo objetivo, e a satisfação plena nunca chega.

6. Tentativa de “controlar” os pensamentos.

Assim como os sonhos, que são totalmente incontroláveis, durante o nosso dia temos uma série de pensamentos involuntários, sob os quais não temos nenhum controle. Entretanto, mesmo que de forma sutil, as pessoas ansiosas tendem a tentar afastar alguns pensamentos, como se eles fossem prejudicar suas rotinas e sua produtividade.

7. “Diálogos” internos pejorativos.

ansiedade
Shutterstock

Ter diálogos internos é algo comum enquanto estamos pensando e refletindo sobre alguma coisa. Porém para os ansiosos de alto funcionamento estes pensamentos costumam vir de forma pejorativa, como se eles estivessem constantemente cobrando-se por diversos fatores de suas vidas. Novamente, por trás da ideia de que isso pode ser algo positivo e uma forma de manter sempre a “melhor versão de si” se esconde uma ansiedade que pouco a pouco lhe consome a tranquilidade e sequestra a paz.

8. Hábitos repetitivos.

As chamadas “manias”, na verdade, são características recorrentes em diversas condições psicológicas, e aparecem também entre os ansiosos. Mascar chicletes, roer as unhas, e diversos outros “tiques” muitas vezes são formas que a mente ansiosa encontra de aumentar ainda mais o foco sobre alguma atividade ou pensamento.

9. Constante sentimento de vazio e insatisfação.

As pessoas com a ansiedade de alto funcionamento costumam levar suas vidas muito bem, tanto no lado profissional como social, muitas vezes (mesmo que precisem fingir algumas coisas para manter este controle). Entretanto, internamente, a sensação é de que nem tudo vai tão bem assim, e sempre há algo que poderia estar melhor.

Seu salário poderia ser um pouco maior, ou seu companheiro(a) poderia ter menos defeitos. Independente do setor da vida, as pessoas com ansiedade dificilmente estão completamente satisfeitas com a vida que estão levando, e isso acaba se traduzindo nesta sensação de que sempre está faltando alguma coisa.

10. Ausência de cuidados com a própria saúde mental.

Seja pela ideia de que realmente não há nada de errado com a saúde, ou pela pressão do trabalho, os ansiosos raramente procuram psicólogos e especialistas para lidar com suas tensões. É justamente esse hábito de afastar o cuidado com a saúde que acaba fazendo com que muitas pessoas agravem suas condições até pontos realmente perigosos.

Inscreva-se no canal do YouTube do Mistérios do Mundo

33 fatos que você provavelmente não sabia sobre seu corpo

E no canal de nosso parceiro Climatologia Geográfica

Tudo o que você precisa saber sobre buracos negros

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.